segunda-feira, 8 de junho de 2009

5 Perguntas para Samicler Gonçalves

Publicitário, desenhista de quadrinhos, ilustrador e professor, Samicler Gonçalves é o criador do personagem Cometa, que acaba de fazer aniversário.

Com licenciatura em Artes Plasticas e pós-graduação em Criatividade, Samicler mantém o estúdio SG Arte, que produz quadrinhos, ilustrações e animação para empresas e agências publicitárias. No ano passado, o artista precisou operar um coágulo no cérebro às pressas, deixando todos seus amigos e admiradores apreensivos.

De volta à ativa, Samicler responde as 5 Perguntas do Papo de Quadrinho desta semana:

1) Há pouco menos de um ano você passou por uma grave problema de saúde. Como este momento o marcou e como está sua recuperação?
Foi uma grande transformação na minha vida. Mudou minha forma de ver o mundo e os valores que as pessoas têm para mim, mas estou tão feliz em estar curado que a ficha não caiu completamente. Depois de passar a euforia, acho que vou conseguir falar com mais propriedade. Mas o que posso testemunhar é que Deus faz o impossível e é só confiarmos nele totalmente. Algo que eu não tinha contado antes é que o medico me deu apenas três meses de vida, e graças ao nosso bom Deus ele tava errado, vou poder viver muito tempo. Há coisas que a ciência faz, mas também tem coisas que somente Deus pode fazer, e eu sou a testemunha viva disso.

2) O Cometa comemorou 24 anos no último dia 30 de maio, parabéns! Quais são seus planos para o personagem?
Obrigado! É, o Cometa tá com 24 anos de vida. É estanho pensar nisso porque parece que foi ontem que eu comecei. É algo que começou numa brincadeira de criança e tem se firmado cada vez mais. Eu não tenho um mercado auto-suficiente para ele ainda, mas vejo hoje muito mais possibilidades de torná-lo um símbolo nacional de quadrinhos de heróis. E quem sabe até ele venha a protagonizar as revista da turma da Mônica, em vez do Mauricio dar crédito ao Superman, Batman e Homem Aranha. Bom, mas não vamos sonhar demais...hehehe...

Os planos são muitos, mas as possibilidades nem tantas. Estou terminando um trailer de abertura para um desenho animado do Cometa que está nos meus planos. Quanto à revista, estou com a edição 8 em banca e terminei a edição 9, estou também terminando de desenhar a edição 10 e a 11 está nas mãos do Rafael Lanhellas Santos. Então, uma coisa já é certa: a revista do Cometa não vai mais atrasar, tenho edições suficientes para manter a regularidade.

Uma outra coisa muito boa também é a participação do Antonio Tadeu como roteirista. Olha, eu leio quadrinhos desde 1980; tenho comprado tudo da Marvel, DC, entre outras editoras. De 1988 a 1997, costumava gastava todo o meu salário com quadrinhos e posso me considerar um leitor de quadrinhos com propriedade. E o que vou dizer não é da boca para fora, mas como alguém que conhece o que esta falando: o Antonio Tadeu é, na minha opinião, a grande revelação no meio dos roteiristas nacionais! Se ele tivesse nascido nos Estados Unidos, eu colocaria ele no mesmo patamar do George Pratt, Joss Whedon e Brian Azzarello. Tenho certeza de que um monte de gente vai dizer que estou exagerando porque o Cometa é meu personagem, mas eu desafio os que duvidam a lerem o Cometa e depois a gente conversa.

3) Realmente, você nunca escondeu que é um admirador dos quadrinhos americanos, tanto que considera desenhar um encontro do Cometa com o Superman. Este projeto ficou só na ideia ou você está trabalhando no sentido de torná-lo viável?
Tô tentando, mas não estou achando os responsáveis pelos direitos autorais do Superman. Mas eu sou teimoso, não desisto tão fácil. Na minha opinião, o que é bom deve ser admirado, seguido e até imitado. Grandes ideias surgiram a partir de outras grandes ideias.

4) Como você avalia a atual situação da produção nacional de quadrinhos? Você acredita que o modelo de super-herói americano funciona para personagens nacionais?
Tanto acredito que eu sigo a receita. Como digo sempre, faço quadrinhos porque gosto e por que gosto faço o meu melhor. Acho que o Brasil, dentre todos os países do mundo, é que tem mais condições de se adaptar a diversas culturas. Caso contrário, não poderíamos ter o Rock e a musica clássica entre outras formas de expressão. A arte contemporânea estaria comprometida e os enlatados americanos abolidos. Chega de falsa ideologia tupiniquim! Vamos abrir os olhos, vivemos em um mundo globalizado. E não esqueça o Brasil é o pais do futuro.

Quanto às demais produções nacionais, tem muita coisa legal surgindo. Esse pessoal precisa de apoio e não critica; já é difícil remar contra a maré e ainda mais contra os que querem nos afundar. Eu sempre digo: você pode se tornar o que você quer ser, basta ser teimoso o suficiente para persistir.


5) Que novidades podemos esperar da SG Arte para os próximos meses?
Vou dfazer uma lista:
Grandes Encontros # 0 (já à venda)
Cometa # 8 (já à venda)
Cometa # 9 (lançamento julho de 2009)
Super-Heróis da Natureza (Infantil) # 3 (junho de 2009)
Grandes Encontros # 1 - Brazor versus Maximus (julho 2009)
Cometa # 10 (outubro de 2009)
Super-Heróis da Natureza (Infantil) # 4 (setembro de 2009)
Grandes Encontros # 2 (não está confirmada ainda uma das participações - lançamento outubro 2009)
Cometa # 11 (janeiro de 2010)
Super-Heróis da Natureza (Infantil) # 5 (dezembro de 2009)
Grandes Encontros # 3 - Raio Esmeralda e Águia Dourada (janeiro 2010)

Quem quiser adquirir seu exemplar de Cometa #8, basta escrever para vendas@sgarte.com.br. Para conhecer mais o trabalho de Samicler Gonçalves, visite:
http://sgartevisual.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário