quinta-feira, 2 de abril de 2009

FBI investiga vazamento de “Wolverine”

Quando saiu a notícia de que uma cópia inacabada de X-Men Origins: Wolverine – com estréia marcada nos cinemas para maio – havia vazado e estava disponível para download na Internet, muita gente achou que era brincadeira de primeiro de abril. Não era.

Em questão de horas, o filme foi baixado milhares de vezes (75 mil downloads, na primeira contagem) e, um dia depois, já podia ser encontrado à venda em camelôs em vários países.

A Fox, produtora de Origins, está levando a coisa bastante a sério e pediu ajuda ao FBI para encontrar o autor da façanha. O estúdio garante que todas as cópias são marcadas e que encontrar o responsável pelo vazamento será relativamente fácil.

Na quarta-feira (1), a Fox soltou o seguinte comunicado:

Ontem à noite, uma versão preliminar, incompleta e roubada de X-Men Origins: Wolverine foi postada ilegalmente em websites. Ela estava sem vários efeitos, algumas cenas ausentes e sons e música provisórios. Nós imediatamente contatamos as devidas autoridades legais e a cópia foi removida.

Nós marcamos judicialmente todos nossos produtos de modo que podemos identificar quem a disponibilizou e também quem a baixou. O responsável pelo primeiro vazamento e pelas postagens subsequentes serão processados na extensão total da lei – as cortes têm aplicado sentenças significativas para atos como este.

O FBI e o MPAA (
Motion Pictures Association of America) também estão investigando ativamente o crime. Nos sentimos encorajados pelo apoio dos sites que condenam a pirataria e as postagens ilegais, e que fazem questão de ressaltar que roubos como este minam os enormes esforços dos produtores e atores e, acima de tudo, atingem os fãs do filme.

O bicho vai pegar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário