domingo, 25 de janeiro de 2009

Crise atinge MAD americana

Nunca fui um leitor assíduo da edição nacional da revista de Alfred Newman; por isso, não posso corroborar o opinião de alguns antigos seguidores de que o título passa por uma crise de criatividade (apesar de que, pelos nomes do novo time – Márcio Baraldi, Marcatti e Bira Dantas, entre outros – acredito que este quadro possa mudar).

A crise da MAD americana é financeira mesmo. Esta semana, os editores anunciaram que a publicação, antes mensal, passa a ser trimestral a partir do número 500, que chega às bancas de lá em abril.

Outros títulos derivados – MAD Kids e MAD Classics – estão sendo simplesmente cancelados.

Tudo indica que Alfred Newman é mais uma vítima da política de contenção de custos da Warner (proprietária da DC, editora de MAD), que anunciou recentemente um corte de 10% do seu pessoal na subsidiárias ao redor do mundo.

MAD trimestral passará a custar U$ 5,90 (antes era US$ 4,99) e terá 56 páginas no lugar das 48 habituais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário